Artigos

PETs com necessidades especiais

As necessidades especiais também afetam os PETs, assim como os humanos. A condição especial pode acontecer assim que o animal nasce (congênito) ou durante a vida (adquirido) e mesmo assim, nós somos capazes de fornecer uma boa qualidade de vida para nossos amigos animais.

Os PETs especiais são amorosos, brincalhões, atenciosos e capazes de realizar todas as tarefas tanto quanto os normais. Por isso, o amor e a dedicação são tão importantes para promovermos uma vida feliz e saudável para os animais, não é mesmo? Então siga lendo esse artigo para entendermos quais são as principais necessidades especiais e algumas dicas para nos adaptarmos melhor as condições específicas de cada condição

Deficientes visuais

Constatar a deficiência visual exige que o tutor observe o PET e identifique mudanças no comportamento que indiquem que existe algum problema na visão. Essas manifestações comportamentais geralmente são quando o pet esbarra em objetos, não responde em brincadeiras de “caçar bolinhas” ou há alteração da cor ou presença de manchas nos olhos. Ao sinal de qualquer sintoma, é importante consultar o médico veterinário oftalmologista para auxiliar no processo de diagnóstico e previsão de como melhor tratar a necessidade.


(+) Veja mais: A importância da visita ao veterinário: qual a frequência ideal?


Para estes PETs especiais, as principais dicas são:

  • Manter água e comida sempre no mesmo lugar;
  • Tentar manter a decoração do ambiente como era antes da perda da visão;
  • Em residências com piscinas, bloquear o acesso a mesma para evitar acidentes fatais;
  • Colocar telas de proteção nas janelas;
  • Utilizar brinquedos com sinos para facilitar a localização;
  • Em caso de mudança, treinar o animal para a nova disposição do ambiente.
  • Para os que nasceram cegos, pode-se utilizar o uso de essências nos potes de água e comida para facilitar a identificação.
  • Quando for fazer carinho ou se aproximar do animal, converse com ele antes de tocá-lo. O ato de acariciar sem um aviso prévio pode assustá-lo e deixá-lo reativo.

Existem alguns dispositivos que podem facilitar a autonomia do PET. Ou até mesmo produtos comerciais, como coleiras para animais cegos, que vibram ao se aproximar de obstáculos ou que possuem dispositivos ao redor para evitar colisões.

Deficientes locomotores

A deficiência locomotora pode surgir de diversas formas, seja por um trauma, por doença grave ou até mesmo pela amputação de alguma(s) pata(s). Apesar disso, os PETs com necessidades de locomoção podem viver com qualidade de vida se tiverem ambiente adaptado.

O mercado PET já oferece cadeiras de rodas e o uso depende de treinamento do animal para melhor adaptação. A cadeira de rodas serve para devolver a mobilidade do animal, mas não pode ser usada por todos. Saber se o seu animal é um candidato a cadeira de rodas depende do motivo pelo qual ele deixou de andar. Aqueles que perderam a mobilidade por processos inflamatórios e degenerativos nas articulações e não se locomovem porque tem dor, não tem indicação de uso da cadeira.

Para estes PETs, o tratamento é o uso de antiinflamatórios, analgésicos, acupuntura e fisioterapia. Em alguns casos, a melhora pode ser tão significativa que estes animais podem até voltar a andar. A consulta com o veterinário vai auxiliar no diagnóstico e o profissional poderá indicar o melhor tratamento e se há realmente indicação do uso da cadeira.


(+) Veja mais: Transtorno comportamental em PETs: o mal do século


Para os PETs cadeirantes, há 3 tipos de cadeiras:

– Com as rodas atrás;

– Com as rodas na frente;

– Com quatro rodas.

Para todas elas, o animal precisará de treinamento para aprender a se locomover novamente com auxílio.

A apresentação da cadeira para o PET é importante para o processo inicial do treinamento. Deixe que ele veja, cheire e toque a cadeira de rodas, para que se acostume com a nova ferramenta que irá acompanhá-lo por toda a vida. Vista a cadeira no cão ou gato e deixe novamente que ele se acostume com a ideia. Somente quando ele apresentar comportamento de calma e segurança, instigue-o a caminhar para frente, recompensando a cada avanço.

Os treinamentos devem sempre ser positivos e podem ser incluídos petiscos como forma de agrado (salvo quando o animal for restrito a esse tipo de alimentação). As sessões geralmente são de 5 a 10 minutos e devem ser repetidas várias vezes ao dia (quanto mais, melhor).

Apesar de promover mobilidade, os animais cadeirantes não conseguem descansar e se deitar enquanto estão na cadeira de rodas, por isso o uso é contraindicado acima de 2 horas por dia.


(+) Veja mais: Por que o pelo do meu PET cai tanto?


É importante salientar que os PETs com necessidades de locomoção precisam de um ambiente com acessibilidade para ter uma vida com qualidade, é possível melhorar a circulação da local oferecendo rampas e cercando as escadas para evitar acidentes.

A indicação da fisioterapia para esses animais serve para promover manutenção do tônus muscular, melhorar a postura ao caminhar e fortalecer outros grupos musculares (em casos de PETs amputados). Em alguns casos também é recomendado a acupuntura para alívio de dores e desconforto na adaptação da nova postura. Para os PETs que preferem se rastejar, mantê-los em pisos lisos e longe de tapetes ásperos evitam lesões na pele.

Outro cuidado que devemos ter é se estes animais ainda possuem controle dos esfíncteres para conseguir urinar e defecar sozinhos. Cães e gatos que perderam o controle precisam usar fraldas e estas devem ser trocadas com frequência para evitar doenças urinárias (cistites).

O que é inegável é que mesmo com todas as necessidades, os PETs especiais nos proporcionam ensinamentos diários de amor, carinho, perseverança e cuidado. Com todas essas dicas, tutor, podemos oferecer uma ótima qualidade de vida para nossos PETs e satisfazer o maior desejo de cada animal: ser amado.

Manipulado DrogaVET

Tutor, os medicamentos manipulados trazem mais praticidade, comodidade e economia, além de garantir um tratamento descomplicado, divertido e eficaz para o animal. O Manipulado DrogaVET® está presente há mais de 15 anos no mercado, promovendo pesquisas científicas e atuando em prol da saúde animal e a conscientização do cuidado com nossos animais.


(+) FAÇA SEU ORÇAMENTO – RÁPIDO E FÁCIL! Clique aqui


Acesse o canal DrogaVET no Youtube!

VEJA MAIS E SE INSCREVA NO CANAL: DrogaVET – Saúde Animal

 

Veja outros artigos nas mesmas categorias:

Deixe uma resposta