Artigos

Pulmoeira em equinos: como tratar e evitar a doença

pulmoeira_equinos

Tutor, você já ouviu falar na pulmoeira equina? A doença é uma das mais comuns e incômodas aos cavalos, e a ocorrência depende de questões individuais do animal e também de fatores do ambiente no qual ele vive. Os sintomas se assemelham muito à rinite humana e podem ser percebidos facilmente. O controle é feito com alterações no manejo e tratamento suporte através de medicamentos específicos.

 

A pulmoeira é uma doença que pode trazer maiores complicações para os animais de competição ou grandes reprodutores, uma vez que compromete o sistema respiratório do animal e diminui a sua performance. Logicamente, independente de qual seja a missão do seu amado companheiro, a doença deve ser diagnosticada por um médico veterinário e o tratamento deve acontecer o quanto antes.


(+) Veja mais: Água para equinos: quanto por dia?


 

Se você é tutor de equinos, pensa em ser um no futuro, ou simplesmente é apaixonado por esses magníficos animais, não deixe de continuar a sua leitura e aprenda ainda mais sobre a pulmoeira equina.

 

O que é a pulmoeira?

 

A pulmoeira é uma enfermidade alérgica ocasionada por pó ou esporos de fungos que incidem diretamente no sistema respiratório dos equinos. Os animais sofrem com sintomas característicos da rinite alérgica humana.

 

Sem o devido tratamento e providências, as crises da doença podem piorar cada vez mais a ponto de deixar o animal extremamente desconfortável e debilitado, diminuindo sua imunidade e funcionando como porta de entrada para outras doenças.

Quais os sintomas da pulmoeira?

 

Tutor, fique atento! Se você perceber alguns dos sintomas abaixo em seu cavalo, não hesite e procure imediatamente um médico veterinário especializado. Assim, o diagnóstico é assertivo e você garante a medicação correta para a melhor recuperação do seu companheiro.

 

Os sintomas são:

 

  • Tosse;
  • Corrimento nasal;
  • Ritmo respiratório acelerado;
  • Respiração ofegante e precipitada;
  • Cansaço;
  • Irritação.

 

Como evitar a pulmoeira?

 

Tutor, infelizmente a pulmoeira é uma enfermidade alérgica, ou seja, depende muito da predisposição e imunidade individual de cada animal. Porém até mesmo um animal resistente pode desenvolver a doença se submetido a um ambiente com muito pó esporos de fungo.

 

Sendo assim, é imprescindível sempre deixar o estábulo do seu animal bem arejado e com a higiene em dia. Tarefa relativamente fácil  para previnir a pulmoeira em seu cavalo não é mesmo?!? É um compromisso que vale super a pena!


(+) Veja mais: Dicas para aliviar o calor do seu pet no verão


 

Como tratar a pulmoeira?

 

Infelizmente, a doença não possui cura, mas é facilmente controlada! As maneiras de realizar o controle são:

  • Evitar ambientes fechados e empoeirados (manter baias limpas e arejadas);
  • Fornecer alimentação semi-seca (umedecer o feno, por exemplo);
  • Hidratar bem o animal;
  • Fazer o tratamento suporte prescrito pelo médico veterinário para melhora dos sinais clínicos.

 

Novamente reiteramos: a pulmoeira possui semelhança com outras doenças respiratórias e o diagnóstico realizado por um médico veterinário é mais do que indispensável!

 

Tutor, caso o seu equino esteja com pulmoeira ou outra doença comprovada, não deixe de manipular os medicamentos. É mais econômico, assertivo, e menos estressante. Conte com a DrogaVET!

Veja outros artigos nas mesmas categorias:

2 thoughts on “Pulmoeira em equinos: como tratar e evitar a doença

Leave a Reply