Mundo Animal

Meu gatinho não quer comer, e agora?

Meu gatinho não quer comer, e agora?

Recentemente, notei que meu gatinho não está querendo comer, o que me deixou bastante preocupado. Neste artigo, vou compartilhar o que aprendi sobre as possíveis razões por trás desse comportamento e o que podemos fazer para ajudar nossos amigos felinos.

Perceber que o gatinho não quer comer assusta muito os donos dos bichanos, principalmente porque o natural é vê-lo se alimentar frequentemente – mesmo que em horários espaçados. Se o gato não demonstrar interesse, significa que existe um problema que o incomoda e precisa ser solucionado o quanto antes! 

O ideal é ficar atento quanto às modificações comportamentais do seu amiguinho para estimulá-lo a comer. E, para isso, trouxemos este artigo para explicar o que fazer nesses casos e quais medidas seguir para cuidar do seu bichano. Confira! 

Por que o gatinho não quer comer?

Há determinados motivos para o gatinho não querer comer e que devem ser observados por você, principalmente se a rotina tiver se tornado estressante nos últimos dias por mudanças de casa. Esta é uma das principais características que cortam o apetite do bichano, assim como estas causas:

  • Dias mais quentes;
  • Alteração incorreta da ração;
  • Ansiedade;
  • Problemas na saúde do gato;
  • Dificuldades para eliminar bolas de pelos.

Pode haver outro motivo que o gatinho não quer comer que não envolve doenças, e consiste em comer somente ração fresca e evitar a velha, mesmo que não esteja disposta no recipiente há tanto tempo. Eles deixam de se alimentar e esperam ansiosos pela reposição do alimento, mesmo que em poucas quantidades.

Por que o gatinho não quer comer?
Fonte/Reprodução: original.

É possível que você tenha feito a troca da ração para um frasco maior, o que faz a ração perder o sabor. Para não proporcionar uma experiência negativa ao seu amigo peludo, mantenha a refeição na embalagem original para preservar o aroma e sabor.

O gato enjoou da ração

Os gatinhos podem simplesmente enjoar da ração que você compra há mais de um ano e parar de comer aos poucos. Este problema acontece devido aos odores que não são mais chamativos ou porque o gosto começou a se tornar desagradável.

Ao perceber que o bichano não quer comer, mas a saúde está em dia, faça a troca por um pacote pequeno de ração diferente da habitual para testar. Através desta observação, você define se o gato realmente gostou e reagiu bem à novidade.

Troca brusca da ração

Se o gatinho não quer comer após você trocar a ração, significa que a mudança não foi uma experiência positiva. Uma característica marcante dos gatos é justamente não gostar de alterações na rotina. Por isso, para garantir que eles comam bem, é necessário introduzir o novo alimento lentamente.

Estresse e ansiedade

Gatinhos são muito emotivos e, se deixam de comer, significa que podem estar tristes, ansiosos ou estressados. Rotinas alteradas bruscamente, traumas ou solidão constante são motivos que os fazem perder o apetite e você deve estar atento a estes pontos para mantê-los bem alimentados e felizes.

Doenças

Um dos sinais mais marcantes de quando o gato não quer comer são as doenças que afetam todo o seu comportamento. Note que em casos de adoecimento, os gatos apresentam outros sintomas como diarreia, apatia, dificuldades para ingerir água e fraqueza. Entenda quais problemas de saúde podem deixá-los sem fome:

  • Infecções;
  • Afta;
  • Distúrbio digestivo;
  • Gastrite;
  • Leucemia.

Os gatinhos não podem permanecer mais do que 48 horas sem comer. Portanto, sempre ofereça a comida de diferentes maneiras e lembre que os sachês que contém líquido ajudam a comida se tornar mais saborosa e fácil de consumir. Caso o seu amigo não sinta apetite e precise ser medicado, converse com a DrogaVET para fazer uma manipulação com sabor e formato adequados ao que ele já está acostumado a comer para não estressá-lo ainda mais, mediante receita.

Bolas de pelos

Naturalmente, os gatos eliminam as bolas de pelo ao vomitar ou fazer cocô e este último processo deve ser estimulado através da ingestão de água fresca. O intestino, quando hidratado, consegue formar o bolo fecal sem causar nenhum dano ao bichano – mas, se este não for o caso, a bola pode ficar acumulada no organismo e atrapalhar a rotina alimentar, além de ocasionar constipação.

Retorno de uma cirurgia

Este é um fator comum, mas que pode assustar você após retornar do veterinário com seu gatinho recém-operado. Nas primeiras horas, é recomendável deixá-lo aquecido enquanto repousa e recupera as forças, em um ambiente com pouca luz e nenhuma corrente de ar frio.

Após poucas horas da cirurgia, ofereça a ração habitual em uma quantidade reduzida e veja se ele consegue comer. Muitos gatinhos ficam nauseados e vomitam após procedimentos cirúrgicos, porém, não há com o que se preocupar, basta somente seguir as orientações do veterinário. 

Chegada do verão

Em muitas regiões do Brasil, o índice de calor é muito elevado e isto faz os gatos ficarem com mais preguiça de se locomover pela casa e comer. A grande maioria prefere ficar deitado na sombra para relaxar e, consequentemente, gastam pouca energia, não se alimentando tanto.

Dificuldades com o comedouro

Se você perceber que nenhum dos problemas anteriores são causas que fizeram o gato deixar de comer, significa que o comedouro pode estar atrapalhando a experiência alimentícia dele. 

Os potes mais fundos e arredondados são desagradáveis aos bichanos devido os bigodes, serem extremamente sensíveis, além de eles colocarem quase toda a cabeça dentro do pote para comer a ração. Ao invés destes modelos comuns, aposte nos que são largos e mais rasos, mantendo-o em alturas medianas para o gato comer adequadamente.

Como fazer o gato comer?

Há formas simples de ajudar o gatinho a comer durante o dia e o método mais adequado é não fazer trocas de marcas da ração. Coloque a comida em horários que você sabe que o gato sente fome, deixando o comedouro em um ambiente confortável, seguro, sem qualquer odor desagradável ou barulho que gere estresse ou ansiedade.

Ofereça sachês

Os sachês são alimentos ricos em nutrientes essenciais aos gatinhos e possuem uma boa quantidade de líquidos que os ajudam a se hidratar. É um método prático de auxiliar o seu amigo a comer e mantê-lo forte durante o dia, mesmo que não tenha ingerido tanta água.

Atenção a quantidade de petiscos

Uma vez por dia você pode oferecer os petiscos, porém em poucas quantidades para não atrapalhar a fome do gato pela ração seca. Ao criar um hábito, o seu amigo sabe o momento do “brinde” e quando deve se alimentar de uma refeição completa.

Separe os comedouros

Caso você tenha mais gatinhos em sua casa, o correto a se fazer é separar os comedouros para cada um. Por mais que os bichanos sejam muito sociáveis, eles não gostam de compartilhar a comida e este pode ser um dos motivos que os fazem perder a vontade de comer.

Limpe a vasilha de comida

É possível que o gato evite comer a ração devido às sujeiras presentes na vasilha. Limpe constantemente com um pano úmido e, preferencialmente, sem qualquer tipo de odor para o gato não ficar incomodado na hora de se alimentar.

Evite misturar as rações

Este é um erro comum, mas grave e que contribui para o pouco apetite. Nunca misture rações completamente diferentes no comedouro do seu gatinho, pois causa desequilíbrio em proteínas, carboidratos e em vitaminas essenciais ao organismo dele. 

Cuidado ao umedecer a ração

Não há problema em oferecer ração umedecida com água morna, porém, não se deve deixá-la no pote por muitas horas. Sempre faça a troca constante para preservar o gosto da refeição e não estressar o seu gato pela comida com sabor passado.

Sempre analise o comportamento do seu gato

Por mais que estes métodos tragam bons resultados, você precisa manter a observação constante quanto ao comportamento do seu amiguinho. Fique atento aos períodos que ele gosta de comer, o quanto ingere de ração, se a quantidade é suficiente e se existe a necessidade de realizar a complementação diária para mantê-lo forte.

Principais impactos no crescimento do gatinho quando ele não quer comer

Quando um gatinho não quer comer e está em período de crescimento, ele apresenta dificuldades para se desenvolver da maneira adequada. Isto ocorre porque os filhotes precisam de muito mais energia que os bichanos adultos para se manterem fortes e saudáveis.

Principais impactos no crescimento do gatinho quando ele não quer comer
Fonte/Reprodução: original.

Além disso, se o gato não comer, ele pode apresentar hipotermia, convulsões, fraqueza, apatia e, em casos muito graves, ir a óbito. A melhor maneira de impedir que estes sintomas surjam, é levá-lo ao veterinário para ser examinado e, dessa forma, você entender o que acontece e quais alimentos são os melhores para fortalecê-lo.

Quais motivos para meu gatinho não está bebendo água?

O gatinho não quer comer e beber água por causa do gosto esquisito, por exemplo, que pode ser estranho, mesmo que para você esteja normal. Os bichanos possuem mais de seiscentos milhões de células olfativas e percebem alterações no sabor com muita facilidade, ao contrário de um ser humano.

A melhor maneira de evitar que o bichano fique sem se hidratar, é oferecer um bebedouro próprio para gatos. Dessa forma, você garante que o líquido esteja livre de impurezas ou odores que o fariam perder a vontade de beber água. Veja outros motivos para a pouca ingestão de líquido:

Água velha

Se você não tem o hábito de alterar a água com frequência, é recomendável criar esta rotina. Sabores desagradáveis impedem que os gatos tenham vontade de beber, atrapalhando integralmente a hidratação diária.

Cheiro ruim na água

Caso o bebedouro esteja muito próximo da caixa de areia ou do comedouro, o gato começa a ter problemas de se hidratar devido os odores desagradáveis que se misturam ao líquido, odores esses que são maximizados por pouca troca durante o dia.

Falta de vasilhas pela casa

Saiba que se o gatinho não quer comer e nem beber líquido, significa que o problema é causado pela falta de opções de onde ingerir. Deixe potes com água espalhados pela sala, no seu quarto, na cozinha e pelo quintal para casas — e varanda no caso de apartamentos —, mantendo a ração no lugar habitual e longe de umidade.

Quando procurar um veterinário para cuidar do gatinho?

Naturalmente, os gatinhos não permanecem em jejum por um período maior que vinte e quatro horas. Quando você perceber que ele não come, leve-o com urgência ao seu veterinário de maior confiança para ser examinado e verificar o que pode ter acontecido.

Caso você receba uma receita, converse com a equipe da DrogaVET para manipular o pedido. Todo o procedimento é realizado com base no que foi prescrito e desenvolvido para facilitar a ingestão do gato a fim de tornar o tratamento e recuperação uma experiência mais agradável para o animalzinho.

Quais alimentos indicados para despertar apetite do gatinho?

Com a devida liberação do veterinário de seu gato, é possível oferecer petiscos como sachês, purês ou patês feitos exclusivamente para os bichanos. Há diferentes sabores que você pode oferecer, desde que as informações sejam orientadas pelo profissional. Vale ressaltar que cada produto é voltado a um tipo de bichano, como os castrados, filhotes, de raças específicas, os que são adultos ou idosos. Peça sugestões ao médico para ter mais segurança na hora de escolher o alimento para não cometer erros.

Não ofereça alimentos humanos para o seu gatinho, pois as substâncias presentes na composição não fazem bem à saúde dele, além de causar intoxicação, distúrbios e outros problemas. Se você receber uma receita para melhorar a saúde do seu gato, não hesite em procurar a DrogaVET e realizar a manipulação personalizada para facilitar os cuidados e proporcionar um momento mais confortável, saboroso e menos doloroso ao seu amiguinho.

No artigo de hoje, abordo um problema comum que preocupa muitos donos de gatos: o desinteresse dos gatinhos pela comida. Exploro as causas possíveis, como estresse, doenças e mudanças na dieta, que podem afetar o apetite do gato. Além disso, discuto soluções práticas, como a introdução gradual de novos alimentos e a manutenção de um ambiente tranquilo, para estimular o apetite do meu gato.”

Lista de perguntas e respostas:

Por que meu gatinho pode não querer comer? Por estresse, mudanças na dieta ou problemas de saúde.

Quais sinais devo observar se meu gato não quer comer? Apatia, diarreia e menos interação são sinais de alerta.

Como posso estimular o apetite do meu gato? Ofereça alimentos variados e mantenha um ambiente calmo.

O que fazer se mudanças na alimentação não ajudarem? Consulte um veterinário para uma avaliação completa.

Quanto tempo um gato pode ficar sem comer antes de ser uma emergência? Gatos não devem ficar mais de 24 horas sem comer.

Como posso evitar que meu gato enjoe da ração? Varie as marcas e tipos de ração regularmente.

Veja outros artigos nas mesmas categorias:

Deixe um comentário