Mundo Animal

Como cuidar dos olhos dos cavalos?

Como cuidar dos olhos dos cavalos?

Grandes e oblíquos, os olhos dos cavalos são fundamentais para a sobrevivência do animal na natureza. A posição dos olhos e a estrutura corporal possibilitam que os equinos tenham um campo de visão amplo e poucos pontos cegos: mesmo sem se mover, o animal consegue perceber movimentos que acontecem perto, longe e até atrás dele. 

Conforme a médica veterinária e supervisora de equinos da DrogaVET, Daniela Ravetta, a visão do cavalo, assim como as demais estruturas do corpo do animal, é extremamente adaptada à fuga, já que são presas no ambiente da natureza. “Os olhos dos cavalos são um dos maiores entre os mamíferos terrestres. Por estarem posicionados no alto da cabeça e nas laterais do crânio, eles permitem que os cavalos fiquem atentos ao ambiente até quando se alimentam. É quase uma visão de 360°”, explica a veterinária. 

Cuidados essenciais para a saúde ocular dos cavalos

Apesar de ser importante para a sobrevivência do animal, a posição e o tamanho dos olhos do cavalo também torna os órgãos mais propensos a lesões, infecções e outros problemas que podem impactar a qualidade visual. Alguns cuidados bastante simples podem ser adotados de forma preventiva, como manter o ambiente e a pastagem sempre limpa e dar preferência para cama de baia com pouco pó. 

Também é fundamental prestar atenção na exposição excessiva ao sol, que pode causar problemas para a pele das pálpebras, superfície da córnea e estruturas internas do bulbo ocular, especialmente em cavalos de pelagem mais clara, ou até agravar outras doenças já existentes. 

Além de oferecer sombra aos animais, outra forma de prevenir problemas relacionados à luz solar é utilizar colírios de Actinoquinol, que hidratam e protegem a superfície ocular. “O Actinoquinol tem a capacidade de absorver luz no espectro UVB, funcionando como um filtro solar, capaz de suprimir o dano oxidativo causado pelo sol. O ativo pode ser utilizado continuamente, principalmente quando já houver alguma suspeita ou evidência de doenças oculares nas pálpebras, conjuntiva, córnea e lente, que são diretamente relacionados à radiação UV”, aponta a farmacêutica da DrogaVET, Thereza Denes.

Além do colírio, a DrogaVET também manipula o Actinoquinol na forma de gel ou pomada oftálmica, de forma individual ou combinada com outros ativos. “Normalmente, a manipulação do Actinoquinol é associada a agentes lubrificantes ou, ainda, a restauradores de lesões corneais já estabelecidas, promovendo, com um só produto, tratamento e prevenção”, comenta a farmacêutica

Vale lembrar que consultar e seguir as orientações de um médico veterinário é imprescindível para garantir um tratamento eficaz em cada situação e para cada animal!

 


(+) FAÇA SEU ORÇAMENTO – RÁPIDO E FÁCIL!


 

Acesse o canal DrogaVET no Youtube!

VEJA MAIS E SE INSCREVA NO CANAL: DrogaVET – Saúde Animal

Veja outros artigos nas mesmas categorias:

Deixe uma resposta