Mundo Animal

Giárdia Canina: Saiba mais sobre essa infecção intestinal

Você sabe o que é giárdia canina ou giardíase? Leia o artigo e saiba tudo sobre essa zoonose, como tratar, prevenir e muito mais!

Olá! Hoje vou explicar sobre a Giárdia Canina, uma infecção intestinal comum em cães, causada por um protozoário. Vou discutir como ela é transmitida, seus sintomas, e como podemos tratar e prevenir essa doença.

A Giárdia Canina, ou Giardia lamblia, foi descoberta em 1681 quando o pai da microbiologia, Anton Van Leeuwenhoek, analisou suas fezes no microscópio. Com isso, observou essa infecção intestinal causada por um protozoário, parasita, que entra no organismo para se alojar no intestino, o que provoca o início de uma diarreia aguda ou crônica.

É uma doença comum que deve ser tratada logo e com muito cuidado, com o objetivo de evitar maior desconforto e sofrimento ao seu cachorrinho ou gatinho. Neste artigo você saberá melhor sobre essa doença, como identificá-la, quais os sintomas, como tratar e quais as atitudes que devemos tomar para preveni-la.

O que é Giárdia Canina?

A Giárdia Canina, também chamada de Giardíase, é uma infecção intestinal causada por um parasita e que possui um alto grau de contaminação. Sua transmissão ocorre com mais frequência no verão, onde a proliferação desse protozoário é maior, pois o clima fica muito quente e úmido.

O que é Giárdia Canina?
Fonte/Reprodução: original.

Ela se apresenta de forma leve ou grave e deve ser tratada desde o início, pois o protozoário causador da giardíase age de forma rápida. Além disso, é uma doença que pode ser transmitida para humanos, e os filhotes de cachorros e gatos são mais suscetíveis à essa transmissão.

Quais os sinais da Giárdia Canina?

Há uma diferença entre sintomas e sinais, e é essencial entender as definições de cada um para que seu exame seja claro. Os sintomas são qualquer comportamento anormal referido pelo cãozinho, isso inclui, por exemplo, náuseas e dores. Já os sinais, são os comportamentos observados pelo tutor ou veterinário, como palidez, tosse, inchaços e outros. Resumindo, são manifestações clínicas percebidas por outras pessoas que não o paciente.

Grande parte dos sintomas estão relacionados ao sistema digestivo, já que o parasita se instala e causa lesões no intestino. Os primeiros sinais são vômitos e uma diarreia que pode ser intermitente ou contínua, com um odor forte e cor esverdeada, além da aparência gordurosa. Por conta disso, o animalzinho pode ficar mais apático, fraco, sem apetite e outros.

É muito importante estar sempre atento ao comportamento de seu cãozinho e/ou gatinho, pois se houver quaisquer sinais diferentes você saberá identificá-lo logo de início. Essa zoonose apresenta vários sinais de forma rápida, pois sua ação no organismo é assim, e por isso é importante levá-lo ao veterinário e começar o tratamento com o Manipulado DrogaVET o quanto antes.

Quais os sintomas da Giárdia Canina?

Os sintomas são manifestações clínicas anormais percebidas no animal, e a Giárdia Canina causa vários sintomas desde o momento em que é contraída. Essa doença infecciosa pode ser assintomática em alguns casos, mas o comum é que os animais e até humanos apresentem alguns sintomas relacionados com o sistema digestivo, sendo os principais:

  • Diarreia;
  • Vômito;
  • Dores abdominais;
  • Dores estomacais;
  • Náuseas;
  • Distensão abdominal;
  • Flatulências;
  • Fezes de cor esverdeada e aparência gordurosa;
  • Desidratação;
  • Fraqueza;
  • Perda de peso rápida.

Além dessas, existem sintomas que não são tão comuns, como febre, urticária, inchaço de articulações e olhos, assim como também coceiras na pele. Se estiver sendo apresentada de forma grave, há sinal de desnutrição, fadiga e falta de apetite. Vale ressaltar que, mesmo assintomático, o paciente propaga a doença por meio das fezes.

Por isso, é muito importante informar que não se deve ter contato direto com as fezes e vômitos do animalzinho, pois a giardíase é uma zoonose que pode ser transmitida para os humanos e o parasita em si é eliminado por meio das fezes. Se houver contato, higienize muito bem as mãos ou a área afetada.

Tendência genética e elementos propiciadores

Em geral, o diagnóstico de Giárdia Canina é mais propensa em filhotes, animais imunossuprimidos ou que vivem em ambientes que apresentam condições higiênicas precárias. Os locais com superpopulação também apresentam mais facilidade para ocorrer a transmissão, afinal, a contaminação ocorre pelo contato com as fezes ou por ingestão de alimentos, ou água contaminados pelo parasita.

Giárdia Canina: o que é, como evitar e como tratar
Fonte/Reprodução: original.

Existem inúmeras pesquisas científicas sobre essa zoonose, porém é válido ressaltar que não há comprovações científicas até o momento que mostram que a raça do animal ou outros fatores genéticos têm relação com o desenvolvimento da doença giardíase causada pelo parasita Giardia lamblia.

Manifestações clínicas em cães e felinos

Depois da infecção, a Giárdia Canina se manifesta em uma média de 7 dias, apresentando diarreia, cólicas, fadiga, distensão abdominal, náuseas e vômitos. A partir do início do tratamento, o cachorrinho já começa a eliminar os cistos causados pela doença e essa eliminação tem uma média de duração entre 4 a 12 dias.

Após o término do tratamento, é indicado fazer novamente os exames de fezes para verificar se não houve uma reinfecção. Se o resultado do exame não apontar a presença da Giárdia, então o tratamento funcionou, do contrário será necessário refazer todo o processo e logo depois refazer os exames mais uma vez.

Assim que o tratamento estiver finalizado e o cãozinho estiver saudável, realize as formas de prevenir essa zoonose com a vacina contra a giardíase, com a higienização adequada do ambiente, do cachorrinho e dos alimentos, além dos cuidados na hora de passear, que também são essenciais. Mais abaixo você encontrará as melhores dicas de prevenção contra essa doença!

Detecção e diagnóstico de Giárdia em cães e gatos

O diagnóstico de Giárdia Canina é feito após a observação do tutor em relação aos sintomas e avaliação médica. Assim, o veterinário solicita alguns exames, como hemograma e exame parasitológico de fezes, este último sendo essencial para identificar se há presença do parasita causador dessa zoonose.

Após o diagnóstico, são passadas as devidas instruções para o tratamento. É indicado que os veterinários prescrevam antibióticos e antiparasitários, onde é possível visualizar seus efeitos a partir do 5º dia, porém ele começa a agir no momento da primeira ingestão. Para garantir uma medicação de qualidade e que faça com que a ação de dar remédio ao cachorrinho seja tranquila e fácil, tenha a receita médica em mãos e visite o site da DrogaVet.

Detecção e diagnóstico de Giárdia em cães e gatos
Fonte/Reprodução: original.

Além disso, é muito importante manter o ambiente em que o animal e o tutor vivem sempre limpos e higienizados, afinal a Giárdia Canina pode ser transmitida para os humanos. É indicado realizar a higienização com amônia quaternária, que auxilia na remoção de qualquer vestígio do parasita no local.

Junto com o tratamento de remédios, é indicado realizar o acompanhamento de controle, onde são feitos novamente os exames após 7, 14 e 21 dias desde o início do tratamento. Com isso, é possível identificar se o parasita já foi eliminado pelo organismo do cachorrinho.

Quando descoberta logo, a giardíase é tratada em algumas semanas, porém em casos mais graves é possível ocorrer uma internação para repor os eletrólitos perdidos. Por isso é essencial estar atento ao comportamento do seu cachorrinho ou gatinho, assim, com qualquer sinal estranho você, tutor ou profissional, saberá que deve ser realizada uma consulta médica.

Vacinas

No início do ano 2023, a Associação Brasileira de Gastroenterologia Animal, também conhecida como ABRAGA, juntamente com a autorização do Conselho Federal de Medicina Veterinária, ou CFMV, sugeriu um senso crítico e cautela em relação à vacina contra a Giárdia Canina, afinal não há evidências de eficácia na questão de prevenção contra a Giardíase.

Desta forma, a vacina contra Giárdia Canina não é mais indicada pelo ABRAGA, com base nas diretrizes do WSAVA, associação responsável pelas diretrizes de vacinação. Isto pois, com a aplicação dessa vacina, as manifestações clínicas apresentadas pelo animal podem se tornar inexistentes, o que pode atrasar e dificultar o diagnóstico.

Entretanto, com a contraindicação da vacina contra Giárdia Canina, o tutor irá receber as orientações para o tratamento adequado e com resultados provados cientificamente. A Giardíase é uma zoonose completamente tratável com o uso de medicações e manejo do animal e ambiente em que ele vive.

Com isso, é essencial levar o seu cachorrinho à clínica veterinária assim que perceber qualquer manifestação clínica e seguir as orientações de tratamento do médico veterinário a partir do diagnóstico. E lembre-se, a ABRAGA estipula que somente o médico veterinário é apto para determinar quais vacinas são importantes para o animal.

Como prevenir?

Além da vacina, existem várias formas de evitar que o seu cachorrinho contraia ou transmita a Giárdia Canina. Os principais cuidados são em relação à higienização do local e cuidados com o cachorrinho. Confira abaixo a lista com as principais ações que minimizam o risco de contrair giardíase.

  • Ao passear, não permita que o seu pet cheire a urina e as fezes de outros animais;
  • Ofereça sempre água filtrada ou tratada para os seus animaizinhos;
  • Higienize os acessório e brinquedos do seu cachorrinho;
  • Ao chegar do passeio, retire os sapatos, pois eles podem trazer bactérias e doenças da rua, e lave muito bem as mãos;
  • Não deixe seu cãozinho ingerir água de locais que outros cachorros possam ter tido acesso;
  • Sempre recolha as fezes do seu pet;
  • Evite lugares com pouco saneamento básico;
  • Higienize também os alimentos;
  • Realize a higienização do ambiente em que o cãozinho vive periodicamente.

É muito importante manter essas ações no dia a dia, assim o seu pet e você, tutor ou veterinário, estarão protegidos dessa zoonose. E, apesar de ser algo fácil de tratar, é essencial realizar o diagnóstico e o tratamento assim que possível, para que o seu cachorrinho fique curado e bem logo.

Logo, se o seu cãozinho ou gatinho estiver apresentando algum dos sintomas, não se desespere. Leve-o ao veterinário, realize os exames, obtenha o diagnóstico e inicie o tratamento. Garanta que o veterinário dê todas as instruções necessárias junto com a receita para comprar os medicamentos.

Como prevenir?
Fonte/Reprodução: original.

Assim que obtiver a receita com o seu veterinário, entre em contato com a DrogaVET e garanta os melhores medicamentos do mercado, junto com a possibilidade de administrar os comprimidos de forma tranquila tanto para você quanto para o seu pet. A DrogaVET é a líder e pioneira farmácia de manipulação exclusiva na área de veterinária há 20 anos. É uma farmácia veterinária que busca proporcionar o melhor tratamento para os animaizinhos e a confiança máxima de tutores e profissionais. 

A empresa oferece medicamentos que podem ser manipulados com o sabor favorito do seu pet, assim garantindo uma aplicação de medicamentos mais humanizada e segura, sem estressar seu cãozinho. É importante lembrar que a saúde está acima de tudo, e um animal saudável é muito mais que um animal livre de doenças. 

Focados na saúde animal de forma eficaz, segura e com máxima qualidade, a DrogaVET é a melhor e maior farmácia de manipulação veterinária que existe, com eles, o seu pet terá o melhor tratamento possível. Visite o site da DrogaVET e garanta já os melhores medicamentos manipulados do mercado!

Como especialista em saúde animal, destaco a importância de entender a Giárdia Canina, uma doença que afeta o intestino de cães e pode ser transmitida a humanos. É crucial reconhecer os sintomas como diarreia e vômito, e iniciar o tratamento rapidamente para evitar complicações.

5. Lista de perguntas e respostas:

O que é Giárdia Canina? É uma infecção intestinal em cães causada pelo protozoário Giardia lamblia, altamente contagiosa.

Como a Giárdia Canina é transmitida? Principalmente pelo contato com fezes contaminadas ou ingestão de água contaminada.

Quais são os sintomas da Giárdia Canina? Sintomas incluem diarreia, vômito, dor abdominal, e em casos graves, desidratação e perda de peso.

Qual é o tratamento para a Giárdia Canina? Tratamento com antibióticos e antiparasitários, além de medidas de suporte como hidratação.

Como prevenir a Giárdia Canina? Manter boas práticas de higiene, evitar águas contaminadas, e manter o ambiente limpo.

A Giárdia Canina é transmissível para humanos? Sim, é uma zoonose e pode ser transmitida para humanos.

Saiba mais sobre giárdia canina

Veja outros artigos nas mesmas categorias:

Deixe um comentário