Mundo Animal

Cane corso: Saiba mais sobre esta raça de cachorro

Cane corso: Saiba mais sobre esta raça de cachorro

O Cane corso é uma raça de cão italiana, muito conhecida por sua força, lealdade e pela sua aparência impressionante. Originário da região sul da Itália, o Cane corso foi historicamente utilizado como cão de guarda e de caça, devido à sua capacidade de perseguir animais selvagens e de proteger propriedades. 

Sua musculatura robusta e postura imponente são acompanhadas por uma inteligência aguçada e uma natureza protetora, que o tornam um companheiro fiel e um vigilante eficaz. Além de sua destreza física, o Cane corso possui uma personalidade equilibrada e afetuosa, quando bem socializado e treinado.

Origem histórica

A história do Cane Corso começa na Roma Antiga, onde seus ancestrais, conhecidos como Canis Pugnax, eram utilizados como cães de guerra e de combate. Esses cães romanos eram muito valorizados por sua força, coragem e habilidade, tanto para proteger territórios como acompanhar os soldados nas batalhas. 

Com o passar dos séculos, o Cane corso evoluiu para se tornar um cão de trabalho versátil, desempenhando funções que iam desde a guarda da propriedade rural até a caça de grandes presas, como o javali.

Origem histórica do Cane corso
Fonte/Reprodução: original.

Durante a Idade Média e o Renascimento, o Cane corso continuou a ser uma raça essencial para fazendeiros e proprietários de terras no sul da Itália. Eles eram utilizados para guarda e para condução de gado, e auxiliavam em tarefas agrícolas. No entanto, com a industrialização e as mudanças nas práticas agrícolas no século XX, a necessidade de cães de trabalho diminuiu muito, levando a uma queda acentuada na população da raça.

Nos anos de 1970, esforços de entusiastas e criadores italianos ajudaram a resgatar a raça da extinção, o que promoveu programas de criação que revitalizaram e preservaram as características únicas do Cane Corso.

Características físicas

Sendo uma raça de porte grande e musculoso, o Cane corso tem uma aparência elegante e poderosa. Os machos pesam geralmente entre 45 e 50 kg, e medem de 64 a 68 cm de altura, enquanto as fêmeas pesam entre 40 e 45 kg, e têm uma altura de 60 a 64 cm. A cabeça é ampla e imponente, com um focinho quadrado e forte, olhos médios e expressivos, e orelhas que podem ser naturais ou cortadas, conforme os padrões de criação.

O corpo do Cane corso é bem proporcionado, com uma linha superior ligeiramente inclinada, peito profundo e costelas bem arqueadas. A cauda é grossa na base e fica mais fina na ponta. Seus pelos são curtos, densos e brilhantes, com uma textura ligeiramente rígida ao toque. As cores variam entre branco, preto, cinza, tigrado, entre outras. 

Tipos

Esse cachorro não possui oficialmente subtipos reconhecidos dentro da raça, mas algumas variações podem ser observadas em termos de aparência e linhagens, refletindo diferentes focos de criação.

  • Linhagens de Trabalho: Esses cães são criados com ênfase em habilidades funcionais, como guarda, proteção e agilidade. Tendem a ser ligeiramente mais leves e ágeis, com um foco na capacidade de desempenho e resistência.
  • Linhagem de Show: Criados com ênfase nas características estéticas de acordo com os padrões da exibição. Eles podem ser mais robustos e impressionantes em aparência, com uma conformação que destaca características específicas desejadas nos ringues de competição. 
  • Variações Regionais: Embora os cães da raça compartilhem um padrão geral, pode haver pequenas variações regionais baseadas na preferência dos criadores locais e nas funções históricas desempenhadas pelo cão. Por exemplo, alguns criadores podem preferir uma estrutura mais compacta ou uma cabeça mais larga.
  • Diferenças Individuais: Dentro da raça há variações naturais entre cada cão. Mesmo seguindo os padrões de criação, os Cane Corsos podem apresentar diferenças em termos de tamanho, cor e temperamento.

Resumindo, enquanto não há subtipos oficiais do Cane corso, as variações nas linhagens de criação e nas preferências regionais podem resultar em diferenças sutis na aparência e nas habilidades dos cães.

Comportamento

Essa raça é conhecida por seu comportamento leal, protetor e equilibrado. Naturalmente vigilante, possui um forte instinto de proteção, o que o torna um excelente guardião do lar. Ele é muito territorial e pode estranhar pessoas desconhecidas, demonstrando sua certeza cautelosa e defensiva. 

No entanto, com sua família, o Cane Corso é extremamente dedicado e carinhoso, criando laços profundos e sendo um companheiro fiel e amoroso. Sua inteligência facilita o treinamento, se for consistente e firme, o que é essencial para desenvolver seu potencial como um cão obediente e bem comportado.

Saúde

Uma das preocupações mais comuns da raça é a displasia coxofemoral, uma condição hereditária que afeta a articulação do quadril e pode levar à dor e dificuldade de locomoção. A displasia de cotovelo é outra condição ortopédica que pode afetar essa raça. Ambas as condições podem ser gerenciadas com cuidados veterinários apropriados, incluindo medicação, terapia física e, em casos graves, cirurgia.

Outra preocupação para a saúde do Cane corso é a torção gástrica, ou síndrome do estômago dilatado e volvo, uma condição grave e potencialmente fatal que afeta cães de peito profundo.

Alimentação

A alimentação do Cane corso deve ser cuidadosamente planejada para atender as necessidades nutricionais específicas, considerando o seu grande tamanho, o nível de atividade e predisposição genética para certas condições de saúde. 

Uma dieta balanceada rica em proteína de alta qualidade é fundamental para manter a massa muscular e a saúde geral do cão. Fontes de proteínas como carne, peixe e aves devem ser a base da dieta, complementadas por carboidratos complexos, gorduras saudáveis e minerais. É importante evitar a alimentação excessiva, pois o Cane corso pode estar sujeito a problemas de obesidade, o que pode agravar condições como displasia coxofemoral e problemas articulares. Dividir a alimentação diária em duas ou três refeições menores pode ajudar a prevenir a torção gástrica, uma condição que pode afetar raças de grande porte.

Expectativa de vida média

A expectativa de vida média da raça é de aproximadamente 9 a 12 anos. Esse período pode variar dependendo de vários fatores, incluindo genética, cuidados veterinários, alimentação, exercício e condições de vida. A saúde geral do cão é influenciada por práticas de criação responsáveis, onde os criadores selecionam cães para reprodução com base em sua saúde e temperamento, além de realizar testes para doenças hereditárias.

Para maximizar a longevidade e a qualidade de vida de um Cane corso, é essencial fornecer uma dieta balanceada, exercícios regulares, exames veterinários regulares e cuidados preventivos de saúde. Um ambiente estimulante e afetuoso contribui para o bem-estar mental e emocional do cachorro, influenciando positivamente sua expectativa de vida.

Atividades Recomendadas

O Cane corso é uma raça ativa e inteligente que se beneficia significativamente de uma variedade de atividades físicas e mentais. Caminhadas diárias são essenciais para manter o cão em forma e ajudar a liberar energia acumulada, enquanto corridas moderadas e brincadeiras como buscar bola e cabo de guerra também são muito recomendadas. Essas atividades não só mantêm o Cane corso fisicamente em forma, mas também proporcionam oportunidades para socialização e exposição a diferentes ambientes, o que é fundamental para o desenvolvimento comportamental equilibrado do cachorro.

O Cane corso precisa de estímulo mental constante, de forma a evitar o tédio e comportamentos desagradáveis. Treinamentos de obediência e jogos interativos, como brinquedos de quebra-cabeça e buscar por petiscos escondidos, são excelentes para manter a mente ativa e engajada.

Problemas de saúde comuns na raça

O Cane corso, apesar de ser uma raça saudável, está predisposto a várias condições de saúde comuns que requerem atenção e cuidados veterinários regulares. Entre os mais frequentes estão:

  • Displasia Coxofemoral: Uma condição hereditária que afeta a articulação do quadril, levando à dor, claudicação e, eventualmente, artrite. A displasia de cotovelo também é diagnosticada através de radiografias, e pode exigir tratamentos variados.
  • Displasia do Cotovelo: Semelhante à displasia coxofemoral, essa condição afeta as articulações dos cotovelos, causando dor e problemas de mobilidade. 
  • Torção Gástrica: Condição potencialmente fatal que ocorre quando o estômago se dilata e torce, cortando o suprimento de sangue. É uma emergência que requer imediata intervenção.
  • Problemas Oculares: O Cane corso pode ser predisposto a condições oculares como entrópio, onde as pálpebras se viram para dentro, causando irritação e danos à córnea e ectrópio, onde as pálpebras se viram para fora, expondo a conjuntiva.
  • Problemas Cardíacos: Cardiomiopatia dilatada é um problema cardíaco que pode afetar o Cane corso, resultando em insuficiência cardíaca. Sintomas incluem fraqueza, tosse e dificuldade para respirar. 
  • Problemas de Pele: Algumas alergias e problemas de pele, como dermatite, podem afetar o Cane Corso, levando à coceira, irritação e às infecções secundárias. 

Para manter a saúde do Cane corso, é fundamental realizar exames veterinários regulares, seguir uma dieta balanceada, manter uma rotina de atividades físicas e mentais e estar atento a qualquer sinal de desconforto do seu cão. Detectar logo e realizar o tratamento adequado são cruciais para garantir uma vida linda e saudável para ser melhor amigo de quatro patas. Para manter a saúde do seu pet, descubra a versatilidade das formas farmacêuticas da DrogaVet, projetadas para facilitar a administração e maximizar a eficácia dos remédios veterinários. Seja qual for a necessidade do seu pet, nossos produtos garantem o melhor efeito terapêutico possível.

Curiosidades sobre a raça

O Cane Corso é uma raça com uma história fascinante e profundamente enraizada na Roma Antiga, onde era conhecido como “Canis Pugnax”, um cão de guerra e guarda valorizado por sua coragem e força. Seu nome atual deriva do latim “canis cohors”, significando “guardião do pátio”, refletindo sua função histórica como protetor de propriedades e pessoas.

Durante o século XX essa raça enfrentou um período de quase extinção, devido à urbanização e mudanças nas práticas agrícolas na Itália. Esses cães impressionam não apenas pela sua história antiga e habilidades como guardiões, mas também pela sua personalidade leal e protetora, tornando-os tanto uma presença  imponente quanto um companheiro amoroso dentro dos lares modernos.

Curiosidades sobre a raça do Cane corso
Fonte/Reprodução: original.

O Cane Corso não é apenas um símbolo de força e história antiga, mas também um exemplo de resiliência e adaptação ao longo dos séculos. Desde sua origem como cão de guerra romano até o seu renascimento como uma raça popular e versátil nos dias de hoje, o Cane corso continua a cativar os corações das pessoas com sua lealdade inabalável, inteligência aguçada e natureza protetora.

Seja como guardião de propriedades ou como membro querido da família, o Cane Corso demonstra um equilíbrio único entre robustez física e afeto gentil, fazendo dele não apenas um cão de aparência imponente, mas também um companheiro fiel e valorizado em muitos lares ao redor do mundo.

Descubra como cuidar melhor do seu Cane Corso com produtos veterinários de qualidade da DrogaVet. Desde suplementos para a saúde articular até produtos para cuidados dermatológicos, oferecemos soluções que promovem o bem-estar e a vitalidade do seu cão. Visite nosso site hoje mesmo para encontrar o que há de melhor para o seu cachorro, e garanta uma vida longa e saudável para o seu companheiro fiel.

Veja outros artigos nas mesmas categorias:

Deixe um comentário