Mundo Animal

Cuidado com a visão dos pets: saiba como prevenir problemas oculares

olhos cachorro

Você já deve ter ouvido falar que os cães e gatos não identificam algumas cores, certo? Mas isso não quer dizer que a visão dos pets é ineficiente. Mesmo detectando apenas algumas tonalidades, os olhos dos cachorros e gatinhos possuem uma enorme habilidade para perceber movimentos, fator que proporciona uma visão bastante precisa e eficaz, inclusive na penumbra. 

Mantendo a saúde ocular em dia

Manter a saúde ocular em dia é fundamental para os pets e, para alguns, pode ser necessário incluir alguns cuidados extras na rotina. A dra. Tatielli de Oliveira Rodrigues, médica veterinária da DrogaVET, explica que raças braquicefálicas estão entre as mais predispostas a desenvolverem problemas oculares e, por isso, precisam de atenção redobrada. “Buldogues, Lhasa-Apsos, Shih Tzus, Pugs e outras raças de focinho mais achatado apresentam maior incidência para desenvolver problemas como a ceratoconjuntivite seca, responsável pela baixa produção lacrimal, e a ceratite pigmentar, que altera a superfície do olho causando manchas na córnea. Quando essas doenças não são tratadas adequadamente, elas podem evoluir e requerer um tratamento mais complexo”, explica

Exposição ao sol é mais um alerta para os tutores de cães e gatos, sejam braquicefálicos ou não. O contato exagerado com raios solares também pode gerar olho seco, câncer nas pálpebras, lesão actínica, formação de catarata e até dermatites ao redor dos olhos, especialmente em animais com a pele despigmentada. 

Cuidados e prevenção

Como medida preventiva, é possível aliar a baixa exposição ao sol ao uso de produtos oftálmicos com proteção UVB. “O actinoquinol, por exemplo, é um ativo que funciona como um filtro solar, com a capacidade de absorver a luz no espectro UVB”, aponta a farmacêutica da DrogaVET, Viviane Machado. De acordo com a farmacêutica, a substância também pode ser manipulada com ativos de propriedades lubrificantes como o ácido hialurônico, lágrimas artificiais e o D-pantenol, que vão contribuir para manter a superfície ocular hidratada, além de tratar e prevenir lesões corneanas. 

A veterinária Tatielli de Oliveira Rodrigues acrescenta que o uso do actinoquinol também pode garantir mais proteção para cães albinos ou de pele clara. “Além de proteger o globo ocular, ele faz a proteção das pálpebras e anexos ao redor dos olhos”, pontua. Mas claro: assim como outros medicamentos, o uso do actinoquinol deve ser prescrito e orientado por um médico veterinário.

Na DrogaVET, o actinoquinol pode ser manipulado em forma de colírio, pomada ou gel oftálmico. “A grande vantagem do manipulado é que, além das formas farmacêuticas diferenciadas, é possível adicionar ativos compatíveis”, finaliza a farmacêutica, Viviane Machado.

 


(+) FAÇA SEU PEDIDO!

Clique aqui


 

VEJA MAIS E SE INSCREVA NO CANAL: DrogaVET – Saúde Animal

Veja outros artigos nas mesmas categorias:

Deixe uma resposta