Mundo Animal

Afoxolaner: proteção até para os pets mais aventureiros

Cachorro correndo

Como dono de pet, sempre busco as melhores opções para proteger meus animais de estimação dos parasitas. Por isso, estou aqui para falar sobre o Afoxolaner, um medicamento que promete segurança e praticidade no controle de pulgas, carrapatos e outros parasitas.

Pulgas, carrapatos, mosquitos, piolhos e larvas podem causar bastante incômodo para os pets. Por isso, é essencial estar sempre atento ao calendário de medicação contra esses parasitas e garantir proteção para nossos melhores amigos. Mas nem sempre é fácil escolher um medicamento que ofereça praticidade, segurança e eficácia prolongada, não é mesmo?

O Afoxolaner é uma ótima opção de antiparasitário, que combate e previne os pets da infestação por pulgas, carrapatos, ácaros e até mesmo larvas da mosca de 2º e 3º estágio. É um medicamento seguro para todas as raças de cães e gatos e também pode ser utilizado em aves ornamentais como a chachalaca, o faisão e o pavão.  

De acordo com o farmacêutico da DrogaVET, Luis Fernando Pimenta, o ativo pode ser eficaz no controle de parasitas por 30 a 60 dias e também ajuda a manter o ambiente livre das pragas. “Por agir antes mesmo das pulgas, carrapatos e ácaros produzirem ovos, o Afoxolaner ajuda a reduzir a contaminação do ambiente, prevenindo reinfestações”, explica. 

O farmacêutico da DrogaVET acrescenta que, além de combater a infestação de parasitas, estudos mostram que o Afoxolaner é eficiente no tratamento de sarna otodécica e sarcóptica em cães e gatos. “E para uma proteção adicional, o ativo pode ser combinado com a Milbemicina Oxina, medicamento que combate e previne os nematódeos gastrointestinais que causam doenças como a ancilostomose, a toxocaríase e a tricuríase”, completa. 

 Como devo utilizar esse medicamento?

Assim como todos os medicamentos, o Afoxolaner deve ser administrado de acordo com a orientação de um médico veterinário. 

Para combater e proteger os pets das incômodas pulgas e carrapatos, o indicado é respeitar um intervalo de 30 a 35 dias entre uma dose e outra e, claro, administrar de acordo com o peso do animal. Em  ambientes com mais de um pet, o ideal é realizar o tratamento de forma simultânea, minimizando a possibilidade de ter novas infestações. 

E o melhor é que ninguém precisa fugir do banho ou das brincadeiras na água! Por ser uma medicação de uso oral, a eficácia não é prejudicada pela exposição à água, sol ou sujeira. 

Para tornar tudo ainda mais prático, saboroso e prazeroso, o Afoxolaner pode ser manipulado com o sabor preferido do pet, em forma de biscoito, suspensão oral, xarope, pasta oral, calda ou molho. Também é possível manipular no formato de cápsula. 

Como especialista em cuidados com animais, compreendo a importância de escolher um antiparasitário eficaz. O Afoxolaner se destaca como uma opção robusta, oferecendo proteção contra uma ampla gama de parasitas por até 60 dias. Seu modo de ação previne a contaminação do ambiente, tornando-o ideal para manter meus pets e meu lar livres de pragas.”

Lista de Perguntas e Respostas

O que é Afoxolaner? É um antiparasitário usado para proteger cães, gatos e aves ornamentais contra pulgas, carrapatos e outros parasitas.

Quanto tempo dura a ação do Afoxolaner? O efeito do Afoxolaner pode durar entre 30 a 60 dias.

Todos os pets podem usar Afoxolaner? Sim, é seguro para todas as raças de cães e gatos, bem como algumas aves ornamentais.

Afoxolaner também trata algum tipo de sarna? Sim, é eficaz no tratamento de sarna otodécica e sarcóptica em cães e gatos.

Como o Afoxolaner ajuda a manter o ambiente livre de parasitas? Ele age antes dos parasitas produzirem ovos, reduzindo a contaminação ambiental e prevenindo reinfestações.

O Afoxolaner é afetado por banhos ou pela água? Não, sua eficácia não é comprometida por exposição à água, pois é uma medicação de uso oral.


(+) FAÇA SEU ORÇAMENTO – RÁPIDO E FÁCIL!


 

Acesse o canal DrogaVET no Youtube!

VEJA MAIS E SE INSCREVA NO CANAL: DrogaVET – Saúde Animal

Veja outros artigos nas mesmas categorias:

Deixe um comentário